Este programa gera um autômato finito determinístico a partir de um não determinístico, fazendo assim as passagens necessárias.

O programa foi desenvolvido utilizando a linguagem Java e foi feito na forma de uma aplicação, sendo necessário rodá-lo em linha de comando. É possível fazer o download a seguir.

Trabalho desenvolvido em 2001 para a disciplina de Linguagens Formais e Autômatos. A utilização desse programa deve ser feita apenas para fins didáticos.

Autores

Software

Download: automato.jar

Manual

Para utilizar o programa, é necessário ter instalado o JDK. No prompt de comando deve-se executar:

java -jar automato.jar <entrada> <saida> [-extra]

Onde os parâmetros significam:

<entrada>

Arquivo de entrada do autômato, que deve estar no seguinte formato:
# <comentários>
nome = <nome do autômato>
s = <estado inicial>
sigma = <simbolo1>, <simbolo2>, <simbolo3>, <...>
f = <estado final 1>, <estado final 2>, <...>
q = <estado1>, <estado2>, <estado3>, <...>
delta = <estado origem 1>, <transição 1>, <estado destino 1>,
<estado origem 2>, <transição 2>, <estado destino 2>,
<...>

Observações:

  • Os comentários podem acontecer em qualquer local do arquivo;
  • O nome não pode conter vírgulas;
  • O estado inicial deve ser único e definido em q;
  • O alfabeto (sigma) deve conter apenas símbolos com tamanho (número de caracteres iguais a 1, devendo ser únicos;
  • O estado final deve estar definido em q;
  • O conjunto de estados (q) deve conter estados cujos nomes não devem conter vírgulas e devem ser únicos; e
  • O delta (relação de transição) deve ter um estado de origem válido, uma cadeia de transição (ou espaço caso nenhuma) e por fim um estado destino válido.

A ordem não é importante para esses elementos, e caso deseje-se pular linha, é necessário apenas acrescentar o caracter “” para que seja reconhecido o pular de linha.

<saída>

O arquivo que se quer gravar o resultado da transformação em DFA. O arquivo é do formato legível do simulado de dfa (fornecido como material de estudo da disciplina).

[-extra]

Define se é desejável criar os arquivos “m1.txt”, “m2.txt”, “m3.txt” e “dfa.txt”, no formato legível por este programa, mostrando as transformações ocorridas com o autômato de entrada em cada um dos passos.

Documentação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*